José Ribamar Sousa, de 73 anos, foi denunciado pelo Ministério Público do Maranhão pelo crime de estupro de vulnerável e teve o pedido de prisão decretada. O acusado se encontra foragido, até o momento.

O caso aconteceu em julho deste ano. José de Ribamar se oferecia para tomar conta de uma idosa de 92 anos, que sofre do mal de Alzheimer, em Tajaçuaba, zona rural de São Luís. Familiares começaram a desconfiar da situação ao perceberem a agitação da senhora com a presença do vizinho.

Foi instalado um celular na sala, que gravou toda a ação do abuso de José Ribamar com a idosa. Afetada pela enfermidade e com dificuldade de locomoção, não conseguia oferecer resistência contra o abusador.

“Apresentamos a denúncia pelo crime de estupro contra uma pessoa vulnerável, ou seja que não pode oferecer resistência, assim como os crimes de maus tratos previsto no Estatuto do Idoso. Reforçamos o pedido de prisão preventiva solicitada pela autoridade judicial”, frisou o promotor Augusto Cutrim.

Jornal Pequeno