Foi publicado nesta segunda-feira (12), o edital do X Concurso de Remoção para servidores titulares de cargos efetivos de Analista Judiciário (Administrador e Direito) e Comissário de Justiça da Infância e Juventude. As inscrições serão realizadas de 15 a 19 de agosto, pelo sistema Remoção, no Sentinela.

Assinado pelo presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos no último dia 9,o documento prevê o preenchimento de vagas das unidades funcionais constantes do Anexo I do Edital-GP 5/2019, durante o prazo de validade de até seis meses, observados os critérios estabelecidos para a equalização da força de trabalho na Tabela de Lotação Pessoal – TLP, definida em resolução pelo Conselho Nacional de Justiça.

O concurso está a cargo da Diretoria de Recursos Humanos. Ele integra a Política Nacional de Atenção Prioritária ao Primeiro Grau de Jurisdição e compreenderá as fases de inscrição, classificação dos candidatos e publicação dos resultados, além dos recursos que eventualmente vierem surgir durante o certame.

No ato de inscrição – de 15 a 19 de agosto, via sistema Remoção, no Sentinela –, cada candidato poderá manifestar interesse em ser removido para até três comarcas, obedecida a ordem de preferência das opções registradas.

Estão sendo ofertadas 18 vagas, das quais uma se destina ao cargo de Analista Judiciário – Administrador (para o Tribunal), duas para Analista Judiciário – Direito (para o Tribunal) e 15 vagas ao cargo de Comissário de Justiça da Infância e Juventude (três para São Luís; e uma vaga para cada uma dessas comarcas – Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Caxias, Colinas, Imperatriz, Itapecuru-Mirim, Lago da Pedra, Pinheiro, Presidente Dutra, Santa Inês e Viana).

CLASSIFICAÇÃO E DESEMPATE

Os candidatos definitivamente inscritos no X Concurso de Remoção serão classificados em ordem decrescente a partir do resultado do tempo de efetivo exercício no cargo de provimento efetivo, apurado em dias, considerando-se as averbações realizadas até a data de publicação do edital que regulamenta o concurso.

Ocorrendo empate na classificação, terá preferência o candidato que apresentar, sucessivamente, maior pontuação na Avaliação de Desempenho, maior pontuação adquirida no programa Meritus mais recente ou que for mais idoso.

JornalPequeno