Usar fones de ouvido é comum nos dias de hoje e já são até tendência no mundo todo.
O astro do futebol Neymar, por exemplo, sempre aparece com fones modernos e sosticados, mas esse utensílio pode também causar danos graves na audição. De acordo com a fonoaudióloga Talita Donini, “pesquisas alertam que pessoas com menos de 30 anos têm apresentado problemas auditivos”.

O volume dos fones de ouvido é um vilão da audição. De acordo com especialistas, o ideal seria ficarmos expostos a um som de 85 dB (decibéis), volume equivalente ao barulho do trânsito de uma avenida movimentada, por até 8 horas. Porém, é comum ultrapassarmos este nível. Um show costuma emitir 100 dB e um aparelho MP3 chega a até 120 dB.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), há pelo menos 800 milhões de pessoas com alguma perda auditiva e esse número deve crescer para 1,1 bilhão até 2015. A surdez é uma das três deficiências mais comuns no Brasil, atingindo quase 6 milhões de pessoas. Veja cinco dicas para manter a sua saúde auditiva mesmo usando fones de ouvido em seu cotidiano:

• Sempre guarde os fones em uma embalagem para não acumular sujeira. Assim você não terá
problemas com prováveis contaminações;

• Nunca ultrapasse o volume intermediário do fone (se for de 0 a 10, o ideal é 5);

• Se usar o fone em um ouvido só, alterne para não sobrecarregar apenas um lado;

• Faça intervalos de repouso sonoro. Tente repousar entre uma a duas horas por dia;

• Ao tirar o fone, caso sinta abafamento, zumbido (chiado, apito ou qualquer outra sensação sonora) ou dor, cuidado: são sinais de super estimulação;

Info. Imirante