Há pouco mais de seis meses, a deputada Eliziane Gama (PPS) não era sequer lembrada quando se falava em candidaturas ao cobiçado cargo de Senador. Os nomes mais tarimbados do Clã Sarney como Roseana, João Alberto, Edison Lobão e Sarney Filho sempre foram especulados. Os dois candidatos do grupo devem sair deste pacote. Já no grupo do governador Flávio Dino os mais experientes Zé Reinaldo, Waldir Maranhão e depois em uma ascensão política gigantesca o nome do deputado federal Weverton Rocha ganhou musculatura ainda em 2016 com a eleição do prefeito Edivaldo.

Mas Eliziane havia acabado de sair de uma eleição para prefeitura de São Luís fragilizada. De favoritíssima a quarta colocada sem motivos muito fortes. Mas a força eleitoral que começou a ser demonstrada por ser a grande surpresa das eleições de 2012 e deputada federal mais votada em São Luís em 2014 voltou a aparecer bem nas pesquisas de intenção de voto para o Senado que tanto o grupo Sarney quanto setores do grupo de Flávio Dino, que não a queriam como candidata, faziam questão de esconder. Era o passo inicial de sua retomada.

Eliziane começou a se destacar não só nas participações mais tradicionais da Câmara, mas começou a construir o terreno político-ideológico. A deputada se posicionou fortemente contra o governo Temer, votando contra as reformas e a favor da investigação do presidente e ganhou espaço no terreno das minorias e de demandas mais populares.

Aliada a isto, a deputada conquistou de forma unânime a indicação da sua igreja e é a pré-candidata ao senado do movimento evangélico. Posto que já é reconhecido e o governador Flávio Dino tem hoje a deputada como sua principal aliada neste nicho.

O próximo passo era a construção política da candidatura. Eliziane abriu diálogo com partidos como PRB e PP para sustentar alianças. A deputada também iniciou seus diálogos regionais. Já foram realizados congressos partidários em Godofredo Viana, Maracaçumé, Bom Jardim, São João do Carú, Pindaré-Mirim e São Mateus. Hoje (16) realiza em Barra do Corda e na quarta-feira, 17, nas cidades de Colinas, Pastos Bons e São João dos Patos. Na quinta-feira, 18, Eliziane realizará congressos do partido em Presidente Dutra, Codó e Caxias.

Com uma boa margem de intenção de votos nas pesquisas, consolidação em classes importantes como evangélicos, consolidação política em regionais e firmeza de posição no campo dinista, Eliziane conseguiu superar muitas desconfianças para hoje estar muito bem situada para ser a candidata a senadora do grupo do governador Flávio Dino.

Redação Maranhão Agora com informações de Clodoaldo Correa